Interessante

O que a bandeira americana simboliza?

O que a bandeira americana simboliza?


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Os humanos não poderiam existir sem símbolos. Essas representações de objetos e conceitos nos permitem explorar as relações entre coisas e idéias de maneiras que não seriam possíveis de outra maneira. A bandeira americana é, é claro, um símbolo, mas um símbolo de quê? As respostas a essas perguntas estão no centro de debates entre apoiadores e oponentes de leis que proíbem a queima ou profanação da bandeira americana.

O que é um símbolo?

Um símbolo é um objeto ou imagem que representa outra coisa (um objeto, um conceito etc.). Os símbolos são convencionais, o que significa que uma coisa representa outra coisa, porque as pessoas concordam em tratá-la dessa maneira. Não há nada inerente ao símbolo que exija que ele represente a coisa simbolizada, e não há nada inerente à coisa simbolizada que exija que um objeto em particular o represente.

Alguns símbolos estão intimamente ligados ao que representam, por exemplo, a cruz é um símbolo do cristianismo porque se acredita que uma cruz foi usada para executar Jesus. Às vezes, a conexão entre um símbolo e o que ele representa é abstrata, por exemplo, um anel é usado para representar o casamento, porque se pensa que o círculo representa um amor ininterrupto.

Na maioria das vezes, porém, um símbolo é completamente arbitrário, sem conexão com o que representa. As palavras são símbolos arbitrários para objetos, uma bandeira vermelha é um símbolo arbitrário de ter que parar, assim como do socialismo, e um cetro é um símbolo arbitrário do poder real.

Também é a norma que as coisas que são simbolizadas existem antes dos símbolos com as representam, embora em alguns casos encontremos símbolos únicos que existem antes daquilo que eles simbolizam. Um anel de sinete de papas, por exemplo, não apenas simboliza sua autoridade papal, mas também é construtivo dessa autoridade sem o anel, ele não pode autorizar decretos.

Impacto simbólico da queima da bandeira

Alguns acreditam que pode haver conexões místicas entre símbolos e o que eles simbolizam, por exemplo, que alguém pode escrever algo em um pedaço de papel e queimá-lo para influenciar o que foi simbolizado pelas palavras. Na verdade, porém, destruir um símbolo não afeta o que é simbolizado, exceto quando o símbolo cria o que é simbolizado. Quando um anel de papas é destruído, a capacidade de autorizar decisões ou proclamações sob essa autoridade de papas também é destruída.

Tais situações são a exceção. Se você queima uma pessoa em efígie, também não a queima. Se você destruir uma cruz cristã, o próprio cristianismo não será afetado. Se um anel de casamento é perdido, isso não significa que um casamento está quebrado. Então, por que as pessoas ficam chateadas quando os símbolos são mal manuseados, tratados com desrespeito ou danificados? Porque símbolos não são apenas objetos isolados: símbolos significam algo para as pessoas que os entendem e usam.

Curvar-se diante de um símbolo, ignorá-lo e destruí-lo envia mensagens sobre as atitudes, interpretações ou crenças de alguém em relação a esse símbolo bem como o que representa. De certa forma, essas ações são elas mesmas símbolos, porque o que se faz com relação a um símbolo é simbólico de como eles se sentem sobre o que é simbolizado.

Além disso, como os símbolos são convencionais, o significado dos símbolos é afetado pela maneira como as pessoas se relacionam com ele. Quanto mais as pessoas tratam um símbolo com respeito, mais ele pode representar coisas boas; quanto mais as pessoas tratam um símbolo desrespeitosamente, mais ele pode representar coisas negativas ou pelo menos deixar de representar as positivas.

Mas o que vem primeiro? Um símbolo deixa de representar coisas positivas por causa de como as pessoas o tratam ou as pessoas o tratam mal porque já deixou de representar coisas positivas? Este é o cerne do debate entre oponentes e partidários de proibições de profanar a bandeira americana. Os partidários dizem que a profanação mina o valor simbólico das bandeiras; os oponentes dizem que a profanação só ocorre se ou porque seu valor já foi prejudicado e que só pode ser restaurado pelo comportamento daqueles que discordam.

Proibir a profanação da bandeira é uma tentativa de usar a lei para impor a primeira perspectiva. Porque evita lidar com a possibilidade de que o segundo possa ser verdade, que é um uso ilegítimo do poder do governo para conter os debates substantivos sobre a natureza do que a bandeira simboliza: o poder americano e americano.

O ponto principal das proibições de queima ou profanação de bandeiras é suprimir a comunicação de interpretações e atitudes em relação à bandeira americana, que são inconsistentes com as crenças e atitudes da maioria dos americanos. É a expressão de um ponto de vista minoritário sobre o que está sendo simbolizado na América que está em questão aqui, não a proteção física do próprio símbolo.



Comentários:

  1. Ogelsvie

    Desculpe, isso interferiu... Eu aqui recentemente. Mas este tema é muito próximo de mim. Eu posso ajudar com a resposta.

  2. Avimelech

    Isso não ouviu

  3. Raad

    Esta é uma ótima idéia.

  4. Tygolabar

    O que você diz corretamente :)

  5. Pepik

    Tenho certeza de que esse é o erro.



Escreve uma mensagem

Video, Sitemap-Video, Sitemap-Videos